A História Misteriosa e Intrigante de Rudolph Fentz, o Homem Que teria Viajado para o Futuro.

Nos anos 1950, a Movimentada cidade de Nova York era palco de uma das mais bizarras histórias de viagem no tempo. Num cruzamento da cidade, próximo à Times Square, segundo relatos, um homem apareceu misteriosamente no meio do trânsito.

Rudolph Fentz, o Viajante do Tempo de Nova York
Rudolph Fentz, o Viajante do Tempo de Nova York

Atônito com o movimento intenso dos carros, aquele homem de roupas fora de moda e extemporâneas para os anos 50, se apressa em atravessar a rua para chegar até a calçada, mas acaba sendo atropelado por um táxi.

Um policial que fazia sua patrulha a pé naquela área, viu quando o taxi atingiu o homem e correu para socorrê-lo. Para tristeza de todas as testemunhas daquela noite, o homem faleceu, vítima dos ferimentos decorrentes do atropelamento. O policial atendeu então a ocorrência e o homem atropelado foi revistado para que soubessem quem ele era.

A partir daí a história ganha contornos dramáticos e bizarros.

Quando os paramédicos foram atender a vítima, houve um certo estranhamento com os trajes. Já que ele vestia roupas fora de moda como um chapéu de seda, calça xadrez e sapatos de botão, embora aparentasse 30 anos de idade.

Objetos Estranhos Surgem Durante a Revista de Rudolph Fentz

  • Notas e Moedas que remetiam a 1876 ou anos anterior, em boas condições;
  • Uma carta enviada da Filadélfia, datada de junho de 1876;
  • Moedas de Latão de 5 centavos;
  • Alguns cartões de visita em nome de Rudolph Fentz,

Aqueles objetos e, principalmente, a data das moedas e notas não faziam sentido naqueles anos da década de 1950. Foi então que o Capitão Hubert V. Rihm, do Departamento de Pessoas Desaparecidas e responsável pela identificação do cidadão e sua família, começou a encontrar os fatos que marcaram esta história como uma das mais famosas lendas de viagem no tempo.

Em Busca da Identidade de Rudolph Fentz

As primeiras buscas em torno do nome Rudolph Fentz não alavancaram a investigação. Já que não havia nada relacionado ao nome Rudolph Fentz com fichas criminais ou desaparecimentos em Nova York. Além disso, o endereço constante nos cartões de visita não correspondia a um imóvel que pudesse estar relacionado ao caso.

Encontraram Rudolph Fentz Jr.

O Capitão Rhim segue uma pista que o levaria ao contato com uma mulher na Flórida, viúva de um homem falecido havia 5 anos, de nome Rudolph Fentz Jr. Ansioso, o investigador entrou em contato por carta, certo que que solucionaria o caso, porém, o que ele obteve de informação, aprofundou ainda mais o mistério dessa história.

Surge a Lenda de Rudolph Fentz, o Viajante do Tempo

A resposta enviada ao capitão dizia que a viúva de Rudolph Fentz Jr. era a nora de um homem desaparecido no ano de 1876, de nome Rudolph Fentz, com, aproximadamente 30 anos de idade.

O Capitão se assusta! Ele rapidamente lembra dos objetos encontrados no bolso do paletó da vítima, que datavam do ano de 1876, além do fato de que o homem aparentava 30 anos. Era a mesma descrição do policial e da equipe que prestou os primeiros socorros.

O Capitão volta aos arquivos mais antigos de desaparecidos da polícia de Nova York, e encontra um relato de 74 nos antes, cuja descrição bate com a de Rudolph Fentz. O Místério se instaurou!

Rudolph Fentz, 74 Anos Depois

Como um homem de 30 anos, desaparecido desde 1876, morre atropelado 74 anos depois, pouco tempo depois da morte do próprio filho, como as roupas e objetos datados do seu desaparecimento?

O Caso nunca foi solucionado, o Capitão Hubert V. Rihm nunca deu sequência às descobertas que fez. Talvez nunca saibamos quais foram as suas descobertas ou o que realmente aconteceu. O Que sobrou a analisar é a lenda de Rudolph Fentz, o viajante do tempo de Nova York.

Via: eSeForVerdade

Assine nosso Feed no Google Notícias e fique por dentro das postagens direto no seu smartphone.

Author

Fatos Desconhecidos, Lendas Urbanas, Sobrenatural, Mistérios, Histórias Reais e Ovnis. Nossas Postagens são mero entretenimento.

Write A Comment