Imagem: Amazon

O Livro Sobre a Escrita é uma Obra onde Stephen King conta sobre sua vida: Infância, Casamento, Escrita, problemas com Álcool e Drogas etc.

Esta obra fantástica de Stephen King é uma leitura imprescindível para aqueles que querem conhecer o autor. Mas também uma grande inspiração para outros que desejam dar os primeiros passos ou aperfeiçoar sua escrita, até mesmo seu processo criativo.

Com uma linguagem bastante direta e seu conhecido e habitual bom humor, King nos leva a uma viagem por sua vida. Apesar de não ser uma biografia propriamente dita, ele apresenta acontecimentos altamente relevantes da própria vida, dizendo como eles impactaram seu processo de escrita.

Passamos por muitas fases vividas pelo homem que dominou as livrarias e salas de cinem com suas obras. Sobre a Escrita nos mostra seu lado mais humano e como o processo de escrever fez parte de sua vida, desde a infância até o anos de 2000, ano da primeira publicação do livro.

A Infância de Stephen King e a Escrita

Na primeira parte do livro o autor conta sobre sua infância no Maine, com sua mãe e seu irmão. Fala um pouco sobre as dificuldades da infância, as constantes mudanças de cidade e sua inclinação para o ofício de escritor.

Entre fatos interessantes e acontecimentos importantes, ele coloca sempre uma questão que relaciona sua vida com as ideias e tendências em relação à sua vontade de contar histórias. Por diversas vezes no livro ele demonstra como cada uma das experiências que teve na vida fez parte de seu processo de amadurecimento como escritor e como pessoa.

O Casamento e a Escrita

Em outro momento do livro, King fala sobre o impacto de seu casamento com Tabitha King em seu processo de escrita. Além, é claro, do impacto que sua esposa e os filhos tiveram sobre sua vida. Ele abre um livro de memórias sobre o começo de sua vida de casado, as dificuldades, os empregos que ele e sua esposa tiveram antes do sucesso.

Além disso, relembra como escreveu alguns de seus primeiros sucessos de vendas, como foi a notícia de que seu primeiro bestseller havia sido um sucesso. Fala também sobre a relação com o dinheiro nos dias de menor e maior sucesso.

Álcool, Drogas e a Escrita

Como é um livro quase confessional, já que revela suas motivações para escrever, suas inspirações, processos etc, Stephen King também fala sobre problemas com álcool e drogas, que fizeram parte de sua carreira como escritor.

Em uma passagem do livro ele abre esta memória sem dramas, apenas como uma fase pela qual passou e demonstra que o álcool e a cocaína não eram fatores preponderantes dentro de seu processo de escrita. Ele compreende isso quando fala sobre o processo de escrita após deixar de lado esses vícios.

O Acidente que Quase tirou Sua Vida e a Escrita

Já mais para o fim do livro, King relata sobre seu acidente. O Atropelamento de que foi vítima em 1999 que quase tirou sua vida. Ele relembra os momentos que precederam o acidente, o que aconteceu quando o carro vei em direção a ele e também o resgate.

Stephen King dá um depoimento emocionante sobre como aqueles dias foram difíceis e como sua família, em especial sua esposa, foram imprescindíveis, especialmente para sua volta por cima.

Como este livro é Sobre a Escrita ele relata como foi voltar ao processo de trabalho, ainda sentindo fortes dores em decorrência do acidente, do qual se recuperava lentamente. O livro que no qual King trabalhava era aexatamente este ‘Sobre a Escrita‘, que acabou levando mais tempo que o normal em virtude das semanas em que ele ficou se recuperando.

A Caixa de Ferramentas, A Regra da Segunda Versão e Outros Truques

Entre um exemplo e outro, uma referência ou outra, Stephen King nos brinda com conceitos interessantíssimos e correlações ricas em detalhes para nos levar ao seu universo da escrita.

De maneira bastante honesta ele nos mostra de forma simples como enxerga o ofício de escritor. Para ele, escrever é como qualquer outra atividade, deve ser um hábito, é como ir ao escritório ou outro local de trabalho. Ele relata a dinâmica de seu trabalho como um aoutra profissão qualquer.

A gestão do tempo e a organização dos procedimentos estão ali, à sua maneira, ele nos mostra como ele encara esta profissão. A metáfora da caixa de ferramentas é um dos conceitos que ele apresenta como parte de um processo importante. Mas também a regra da segunda versão onde ele nos mostra como trabalha para aperfeiçoar sua escrita e oferecer aos editores uma obra muito melhor.

Sobre a Escrita e Sobre o Autor

A leitura do livro torna-se indispensável para quem admira o autor e adora histórias de bastidores. Conheça um Stephen King como nunca imaginou nas páginas deste delicioso livro. Embora seja fácil reproduzir aqui os conceitos que ele coloca no livro, resumindo e facilitando a sua vida, sugiro que se aprofunde na leitura para que nada fique para trás.

Com certeza você tem curiosidade para saber a opinião de King sobre sua spróprias obras, sobre os bastidores de como escreveu algumas delas, como teve ideia para outras. O lugar para descobrir estas e outras histórias fascinantes é lendo este livro ‘Sobre a Escrita’.

Faça esse mergulho fascinante na mente e no mundo de Stephen King, um homem cuja vida se confunde com a escrita ou cuja escrita se funde à sua própria vida. Aproveite suas dicas e reflexões. Entenda como o autor encontrou seu propósito e sobre como ressignificou sua vida, deixando para trás dificuldades, percalços e ilusões.

Essa obra é muito mais que um manual sobre como escrever livros, é também sobre como seguir em frente e continuar trabalhando, mesmo depois de tanto sucesso.

Leia uma Amostra do Livro Aqui e Veja a Opinião de Quem Já Leu.

Author

Você Gosta de Ler Histórias, Assistir Filmes, Séries e Ficar por Dentro dos Lançamentos do Gênero de Terror/Suspense? Aqui você Encontra Histórias Assustadoras, Dicas e Novidades de Filmes Livros, Games e Muito Mais.

Write A Comment