Prepare-se para embarcar na Máquina do Tempo de Stephen King e Reviver os Parques de Diversão Americanos do Início dos Anos 70.

Joyland é uma publicação de Stephen King de 2013. Uma história incrível que se passa em um parque de diversões. Um mergulho na cultura americana do início dos anos 70. Como um bom livro de King, tem mistério, tem romance, tiradas engraçadas e um final surpreendente.

Joyland é Mais Mistério e Menos Terror

É a história de Devin Jones, o universitário que trabalha no verão para pagar seus estudos. Vamos acompanhar a história de forma não linear (pois intercala momentos no passado com mais recentes), contadas a partir da perspectiva de Jones.

Um jovem que se divide entre a namorada, os estudos, o trabalho e a virgindade. Confuso na relação com sua garota, ele segue em busca de novas emoções entre “pensamentos suicidas ocasionais”, como ele mesmo define.

Surge uma oportunidade de trabalhar em um parque. Isso daria a chance de abandonar aquela vida que tinha e embarcar em novas experiências.

Devin Jones Consegue um emprego em Joyland

A chegada do garoto em Joyland marca o início de sua nova e emocionante vida. Embora um emprego temporário para estudantes seja tudo o que ele esperava, logo ficaria claro que seu destino estava ligado ao parque.

Devin Jones, o virgem, entra para participar do dia a dia de um parque de diversões, que tentava sobreviver à avalanche Disney. O primeiro amigo que faz no parque é o operador da roda Gigante, Lane Hardy. Que faria sua introdução no mundo da diversão.

O Misterioso Fantasma de Joyland

Logo Devin fica sabendo da terrível história do assassinato da garota Linda Gray. Esse misterioso crime, sem solução, ainda trazia algo assustador. Segundo a lenda local, o fantasma da menina rondava o brinquedo onde ela havia sido morta.

A história assustadora intriga o jovem. Ele decide que uma de suas missões, será descobrir o que realmente aconteceu.

Novos Amigos e uma Nova Vida em Joyland

Quanto mais o tempo passa, mais Devin fica ligado ao parque. Mais ele se sente em sinergia com o lugar. Ele tinha o que eles chamavam de “espírito de parque”.

Logo Devin esqueceria o coração partido por Wendy Keegan (sua antiga namorada). E dedicaria parte de seus dias em busca do assassino de Linda Gray. Os amigos que fizera em Joyland estariam juntos com ele na empreitada. Mas os spoilers param por aqui!

‘Joyland’ de Stephen King vale a Leitura!

Este livro está entre os mais divertidos de King. Muito rápido de ler, oferece uma perspectiva diferente das histórias contadas por ele. Na verdade a maior parte do livro é a narrativa de Devin em sua jornada, mas muito pouco sobre fantasmas. E isso foi surpreendentemente bom!

A caçada em busca do assassino e de desvendar o mistério do crime contra Linda Gray é uma linha central. Mas quase todos os personagens participam de forma relevante desta ação. Não Existe um só personagem que não seja necessário à trama. O que dá significado a cada diálogo, cada movimento e cada interação.

Muitos mistérios são revelados nesta aventura recheada de reviravoltas. Você vai se sentir tentado a arriscar seu próprio palpite sobre quem é o assassino.

Devin descobriu o Assassino? Ele viu o fantasma de Linda Gray? Devin perdeu a virgindade? As previsões de Rozzie Gold eram corretas? Essas e muitas outras respostas você encontra nas deliciosas 240 páginas do livro. Devin Jones, Rozzie, Tom, Lane, Annie, Mike…e o fantasma de Linda Gray esperam por você.

Uma curiosidade sobre este livro Joyland (2013). Ao final, existe uma cena descrita por Stephen King que fala sobre uma pipa. A cena descrita lembra o final do livro ‘Ascensão’ (2018) de Stephen King. Ainda que não haja relação direta, é algo curioso.

Leia uma Amostra de ‘Joyland’ de Stephen King, Aqui

Author

Você Gosta de Ler Histórias, Assistir Filmes, Séries e Ficar por Dentro dos Lançamentos do Gênero de Terror/Suspense? Aqui você Encontra Histórias Assustadoras, Dicas e Novidades de Filmes Livros, Games e Muito Mais.

Write A Comment