Imagem: Istockphoto

Conheça o Caso que deu origem à história de ‘O Exorcista’, o Livro que se Tornou um dos Filmes Mais Assustadores de Todos os Tempos.

Washington Post, 20 de Agosto de 1949. A edição daquele dia entraria para a história com a Manchete “Padre Liberta Garoto do Monte Rainier das Garras do Diabo“. Com essa notícia, os leitores começaram seu dia, conhecendo aquela história impressionante. Um caso de possessão demoníaca que daria origem a ‘O Exorcista‘.

Imagem: USMail

O repórter Bill Brinkley assinou a matéria, que relatava como havia ocorrido. Era um relato chocante sobre um garoto de 14 anos de idade que havia sido reportado como possuído. Tendo como base fonte católicas, que o repórter não nominou, os detalhes do exorcismo foram revelados.

O Garoto é levado ao Hospital para Fazer Exames

Um garoto do Monte Rainier, Washington, foi levado à Universidade de Georgetown para tratar supostos distúrbios. Seu problema foi exaustivamente estudado, inclusive na Universidade de St Louis.

As duas instituições, ambas católicas jesuítas, não conseguiram explicações de seu corpo de médicos. E as equipes se julgaram incapazes de oferecer uma cura natural para o problema. Em virtude disso um padre jesuíta de St. Louis foi indicado para cuidar do garoto.

O Exorcismo é Aprovado Pela Igreja

O Padre, de aproximadamente 50 anos de idade, iniciou o processo. Que foi considerado o primeiro ritual de exorcismo da região, em pelo menos 100 anos.

Foram aproximadamente 2 meses de intensos trabalhos. Entre gritos, xingamentos e palavras em Latim (idioma que o menino sequer conhecia), o padre exorcista permaneceu ao lado do garoto. incansável. Dormindo na mesma casa, pegando o mesmo trem, às vezes no mesmo quarto. Sempre exposto aos truques do demônio.

Sua tarefe árdua de lutar contra os espíritos do mal mostrou ao padre fenômenos assustadores. Não eram raras as vezes que a cama em que o garoto dormia, se movia repentinamente pelo quarto.

Segundo uma das testemunhas, o garoto teria sido jogado no chão quando estava sentado em uma poltrona. Como se uma força descomunal virasse o móvel, atirando-o com facilidade.

Durante todas as sessões, o garoto reagia violentamente às palavras do padre. Porém, em uma delas, o menino fez uma revelação: Teve uma visão de São Miguel expulsando o demônio.

Então, na derradeira sessão, não houve reação por parte do garoto. Que permaneceu calado durante as falas do padre, tentando expulsar o demônio. A partir daí, não foram relatadas mais manifestações.

Em decorrência disso, após 30 sessões de exorcismo, o diabo foi expulso do corpo do garoto. E o caso da possessão foi considerado resolvido.

Fonte: Washington Post

Author

Fatos Desconhecidos, Lendas Urbanas, Sobrenatural, Mistérios, Histórias Reais e Ovnis. Nossas Postagens são mero entretenimento.

Write A Comment